domingo, 26 de maio de 2013

Bayern de Munique campeão europeu

Depois de duas derrotas nos últimos três anos na final da Liga dos Campeões, chegou o momento do Bayern Munique. Em Wembley, a formação da Baviera venceu os compatriotas do Borussia Dortmund por 2-1 e conquistou o quinto título na competição de clubes mais importante da UEFA.

Foi uma partida animada, com oportunidades de parte a parte (especialmente no primeiro tempo) e emoção até final. O Dortmund até começou a acelerar mais o jogo e a encostar o adversário ao seu meio-campo, mas quando o Bayern se libertou do colete de forças foi o guarda-redes Weidenfeller a brilhar. Primeiro ao desviar um cabeceamento de Mandzukic, depois a anular duas investidas de Robben, que surgiu praticamente isolado no seu caminho.

Mas os golos só chegariam no segundo tempo. Aos 60', Ribéry inventou espaço na área contrário para Robben tirar Weidenfeller do caminho e oferecer, em bandeja de prata, o 1-0 a Mandzukic. O avançado croata só teve mesmo de empurrar para a baliza deserta.
O Borussia respondeu quase de seguida. Numa incursão pela área do Bayern, Marco Reus acabou por ser derrubado por Dante e o árbitro assinalou grande penalidade. Na marcação da falta, Gundogan, um médio sempre esclarecido, empatou o encontro, aos 68'.
A partir daí, voltou a imperar a lei do campeão alemão. Robben e Ribéry baralhavam as marcações da defesa do Dortmund e acabariam por ser eles a definir o lance que decidiu o encontro. Aos 88', Ribéry recebeu a bola de costas na área, desviou de calcanhar para Robben receber em progressão, passar entre os centrais e desviar com subtileza para o 2-1 final.
Já não havia praticamente tempo para reagir e o melhor que o Borussia conseguiu foi um remate para as mãos de Neuer, da cortesia de Schieber, acabadinho de ser lançado no jogo. Praticamente no lance seguinte, soou o apito final e o Bayern, ao contrário do que sucedera em 2009-10 e em 2011-12, terminou o encontro com o troféu à sua espera.
É a quinta vez que o clube conquista a competição, depois de ter chegado ao título em 1974,1975, 1976 e 2001. E é a segunda vez que Jupp Heynckes se sagra campeão europeu, juntando o actual troféu ao alcançado ao serviço do Real Madrid.