sábado, 6 de julho de 2013

Lições de vida

Joaquim Couto

O Sr. Anacleto tem 80 anos. Trabalhou toda a vida e conseguiu acumular um pecúlio razoável, tem activos no valor de 5 M€ e cerca de 500.000,00 € numa conta bancária. Infelizmente, acabou de lhe ser diagnosticado um carcinoma da próstata metastático sem sintomas.
Estava a planear investir 350.000,00 € numa quinta que ia deixar à família, mas com este diagnóstico nem sabe o que fazer. Uma neta está grávida e o Sr. Anacleto pode nem chegar a conhecer o seu primeiro bisneto.

Entretanto, um médico amigo falou-lhe de um tratamento imunoterapêutico chamado Provenge que fazem nos EUA, mas que custa US $93,000. Fora as deslocações, estadias no hospital e honorários médicos. O tratamento com Provenge foi aprovado pelo FDA e sabe-se que não cura o carcinoma da próstata, mas pode prolongar a vida em cerca de 4 meses.O Sr. Anacleto não hesita, faz as malas e ala para os EUA. Desiste da quinta e investe em mais uns mesitos de vida. Quer “brincar algum tempo com o bisneto”...
Na minha opinião, o Sr. Anacleto tomou uma decisão sensata. Utilizou as suas poupanças para desfrutar de mais alguns meses de vida. Para o Prémio Nobel da Medicina Oliver Smithies, porém, o Sr. Anacleto desperdiçou um balúrdio que podia ter sido utilizado para vacinar crianças em África.São opiniões, eu acho que o Sr. Anacleto deve usufruir dos seus activos como muito bem entender. O meu colega Oliver acha que os recursos alheios devem ser canalizados para satisfazer os seus elevados desígnios humanistas.
‹‹Meu caro Oliver, é fácil fazer caridade com o dinheiro (e a vida) dos outros››.

Sem comentários: