segunda-feira, 7 de julho de 2014

A tentação errada de se comparar/equiparar ao Benfica

Um erro crasso na análise a um canal que ainda nem sequer iniciou a sua actividade, é querer compará-lo ao outro canal de clube desportivo existente em Portugal, a Benfica TV. Sim, a Benfica TV é o único canal de clube que existe em Portugal, pois o Porto Canal, infelizmente para mim, como telespectador, nem é carne nem é peixe, nunca sei se hei-de esperar por um programa que me ensine como fazer alheiras de Mirandela ou algo relacionado com futebol.

Ainda me lembro de quando a Benfica TV iniciou as suas transmissões. E é com “essa” Benfica TV que, quem quiser fazê-lo, deve fazer comparações com a nova Sporting TV, não com a já robusta televisão “premium” que transmite os seus jogos disputados pela equipa principal em casa e as partidas da Premier League. Fazê-lo, seria uma prova de canalhice, desonestidade intelectual ou pura ignorância. Até porque, mesmo que se o Sporting Clube de Portugal quisesse transmitir os jogos disputados em casa no novo canal, não o poderia fazer, pois tais direitos de transmissão televisivas foram vendidos pelo então presidente, José Eduardo Bettencourt, até 2018.
Por exemplo, lembro-me de ver, no início da Benfica TV, programas tipo “Dia Seguinte”, mas com apresentadores e, claro, comentadores benfiquistas, onde a maior parte do tempo era despendida a falar mal dos clube rivais, Sporting e Porto, principalmente deste último, pois estávamos então no auge do infame processo denominado “Apito Dourado”. Lembro-me de apelos às armas protagonizados por um tal Pragal Colaço, um conhecido advogado benfiquista, ou ainda de uns benfiquistas, cujos nomes não me lembro, onde passavam o tempo a gozar – é esta a palavra, “gozar” – com Sporting e Porto. Ainda bem, para o próprio Benfica, que dispensaram tais personagens da sua televisão. (Espero eu que tenham dispensado, pois não vejo a Benfica TV desde que passou a ser um canal “premium”).
Portanto, é necessário contextualizar o momento em que aparece a Sporting TV: no pior momento da vida do clube leonino. É preciso não esquecermo-nos disso! Não esperemos transmissões de jogos da equipa B com 27 câmaras ultra-HD ou emissões em directo desde Alvalade ou Alcochete a toda hora do dia. Não, será um um canal sóbrio, limitadíssimo ao tutano, tal e qual como está todo o clube limitado. Querer exigir um canal igual ou parecido com aquele com que o Benfica disfruta hoje em dia é, repito, uma canalhice ou pura ignorância.
É verdade que o processo do início do canal começou mal - a saga do “logo”, a discutível escolha de alguns dos elementos que darão a cara e “corpo” ao canal, culminando no adiamento do início da transmissão por imposição da Entidade Reguladora para a Comunicação Social – mas isso ainda não permite, em absoluto, determinar o desfecho desta “saga”, ou neste caso, o início desta “saga” que dá pelo nome de SportingTV. Não sou muito religioso mas neste caso, terei de aplicar a máxima “ver para crer”, como faria São Tomé. Depois de ver, logo direi de se gosto ou não gosto da Sporting TV.

Sem comentários: