domingo, 17 de janeiro de 2016

Como cortar 7 mil milhões na despesa dos padrinhos

A24: A uma semana das eleições presidenciais, se este homem jurasse que não se deixaria seduzir pelos luxos do poder; eu, monárquico, seria capaz de votar nele. Mas quem é vassalo dos partidos, não tem o apoio dos partidos, que é como quem diz, dos grandes grupos económicos, jamais irá longe.



Sem comentários: