domingo, 6 de março de 2016

O católico da Irlanda do Norte

A24: O texto abaixo revela duas coisas: Que não é só entre sunitas e xiitas que há ódio e preconceito ja que o mesmo também existe na Inglaterra do século XXI entre cristãos.
Também prova que ainda existem jogadores fieis a princípios imensamente superiores ao dinheiro e à fama. James McLean, o norte-irlandês do West Bromwich é um deles. Valea pena ler.

Via showdebola.co


James McClean


Ele recusa-se a usar a papoila!

Muito mais importante do que ser um futebolista, é seres fiel às tuas ideias e convicções...

É seres fiel à tua origem! É teres memória.
Quem viu o jogo entre o Leicester City Football Club e o West Bromwich Albion, não pôde deixar de reparar no tratamento que um dos futebolistas visitantes recebeu no King Power Stadium.
Estamos a falar de James McClean.
Há alguns anos, que este internacional irlandês de 26 anos de idade, é tratado desta forma nos estádios ingleses!!
James McClean é um exemplo de coerência e de coragem.
MacClean nasceu em Derry, na Irlanda do Norte.
E foi criado por uma família católica, o que pode constituir um problema para os protestantes da Irlanda do Norte...
Foi internacional sub-21 da Irlanda do Norte, mas quando chegou a hora de ser convocado pela selecção principal, MacClean recusou-se...
Queria jogar pela Irlanda católica!!!
Estreou-se em 2012 pela República da Irlanda e já soma 32 internacionalizações.
Mas não é por isso que James é assobiado, vaiado e insultado nos estádios ingleses...
Durante o mês de Novembro (geralmente a 11 de Novembro), os países que são membros da Commonwealth, assinalam o "Remembrance Day".
Nesse dia, as pessoas usam uma papoila vermelha nos casacos.
Essas papoilas são comuns no norte de França e na Bélgica, onde ocorreram as batalhas mais sangrentas e mortíferas da Primeira e da Segunda Guerras Mundiais.
Estas flores são usadas, em memória dos soldados que "tombaram em combate" pela "Coroa Britânica".
E o "Remembrance Day" é celebrado, desde o final da Primeira Guerra Mundial.
Em Inglaterra, no fim de semana do "Remembrance Day", os futebolistas costumam usar a papoila.
Mas desde que chegou ao futebol inglês em 2011, apesar de já ter recebido ameaças de morte, de ter sido insultado "a torto e direito", James MacClean, recusa-se a usar a papoila.
Porquê?!
É melhor deixá-lo explicar:
"Se a papoila se referisse apenas às vítimas da Primeira e da Segunda Guerras Mundiais, eu a usaria sem qualquer problema.
Usaria a papoila o ano todo, se fosse esse o caso!
Mas não é o caso...
Esta flor simboliza todos os conflitos em que o Reino Unido esteve envolvido.
Por motivos históricos, e por ser de Derry, eu não posso usar algo que significa isso.
Catorze pessoas foram assassinadas na minha cidade natal....
Não tenho qualquer problema com as pessoas que usam a papoila, respeito totalmente essa opção.
Estão no seu direito.
Mas espero que as pessoas respeitem a minha posição e a minha opinião também.".
O que é que aconteceu em Derry?!
No dia 30 de Janeiro de 1972, ocorreu o célebre "Londonderry", ou o "Bloody Sunday", onde 14 pessoas (todas católicas) foram assassinadas pelas tropas britânicas.
A Inglaterra também é um país protestante.
É preciso ter coragem...
James ainda nem era nascido!!!
Já recebeu ameaças de morte, é constantemente insultado e vaiado, mas a papoila não vai para a "jaqueta"...

Sem comentários: