sábado, 14 de maio de 2016

A imundice do PCP e dos seus ratos

Via  Lura do Grilo
Rita Rato, uma arrogante deputada da nação que o Povo sustenta como sustenta mais umas centenas deles, já confessou pouco saber da patológica tendência da ideologia do seu partido preconizar a eliminação de seres humanos pela fome, fuzilamento, miséria e campos de reeducação para os mais afortunados.


A cassete do "nosso Povo" e dos "trabalhadores", que o Jerónimo transporta com a mesma indispensabilidade que as cuecas de algodão, é a palavra sagrada para estas relíquias estalinistas e bafientas que qualquer mente saudável já deveria ter esquecido.

Rita Rato tem a fibra KGBista de chamar hipócrita à dirigente do CDS por defender políticas de natalidade, isto sem sequer olhar para si própria como referente moral ou como mãe. Como diz "o professor mais odiado de Portugal" os comunistas odeiam crianças pois são um produto de empresas privadas.

Esta é a imundice de Abril! Este é o destino traçado de uma Nação profundamente doente que precisa de uma revolução total. Esta é a trajectória traçada por um governo de extrema esquerda em trilho de clara derrapagem.

1 comentário:

Ricardo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.