domingo, 15 de maio de 2016

Livros: 2084. O Fim do Mundo

A24: Acabadinho de encomendar.

Via Quetzal
Um romance-fábula aterrador, inspirado em 1984, de George Orwell, sobre o estabelecimento de uma ditadura religiosa de raiz muçulmana. Prémio da Academia Francesa. A globalização vai conduzir o Islamismo ao poder, por todo o mundo, dentro de 50 anos, a começar pela Europa - é a previsão do escritor argelino Boualem Sansal, em 2084, um romance-fábula, aterrador, inspirado em 1984, de George Orwell, sobre o estabelecimento de uma ditadura religiosa. Segundo Sansal - Grande Prémio da Francofonia da Academia Francesa, em 2013 -, os três totalitarismos imaginados por Orwell coincidiram na globalização financeira de hoje, que vai a breve prazo ser tomada pelo Islamismo. É a primeira vez que afirmações desta dimensão são proferidas por um autor de educação muçulmana, que vive na Argélia. O Abistão, imenso império, deriva do nome do profeta Abi, «representante» e «delegado» de Yölah, na Terra. O seu sistema de vida baseia-se na amnésia - e na submissão a um deus único, cruel e todo-poderoso. Qualquer pensamento pessoal é banido; um sistema de vigilância omnipresente permite às autoridades conhecer as ideias e os «atos desviantes».

Oficialmente, o povo vive na maior das felicidades, proporcionada por uma fé religiosa inquestionável.
A personagem central, Ati, questiona as certezas impostas pelos dirigentes políticos e imãs, lançando-se, então, numa investigação para descobrir um povo suspeito, renegado, que vive em guetos desconhecidos, ao arrepio do poder das autoridades religiosas.
Boualem Sansal constrói uma distopia violenta e macabra, que se filia diretamente em George Orwell e no seu 1984, para abordar o poder, o alcance e a hipocrisia do radicalismo religioso muçulmano que ameaça as nossas democracias.

3 comentários:

Bilder disse...

Entretanto por cá fazem-se(além da mesquita planeada para o centro de Lisboa)projectos ecuménicos http://www.noticiasdecoimbra.pt/camara-embarga-construcao-do-templo-ecumenico-e-universalista/ em forma de piramide.

Voris disse...

E aqui continuam a doutrinar as pessoas:

O que a Europa pensa de Sadiq Khan, o novo mayor de Londres

Leia mais no https://insider.pro/pt/article/85561/

A-24 disse...

Obrigado a ambos pelos links.

Bilder - Quando temos inclusive os padres a defender este tipo de construções e a defender o "ecumenismo", nada resta a esperar da Igreja no que quer que seja.

Em relação ao Voris, sem dúvida que os britânicos ou "britânicos", e os frances em particular, têm outra forma de ver as minorias a exercerem cargos de poder.