quarta-feira, 18 de maio de 2016

O futebol e o nacionalismo

A24: Eis o estado do futebol europeu. Nesta lista constam os planteis dos clubes da Premier League inglesa e o número de estrangeiros a jogarem por cada um deles. Repare-se, não existe um único clube que tenha no seu plantel pelo menos metade dos jogadores ingleses. É que até poderiam ser "ingleses", para a enganar a estatística mas nem assim se chega aos 50%. E é de notar, evidentemente, que desses poucos ingleses, alguns são "ingleses", e ficamos elucidados sobre estado em que se encontra o futebol moderno e no quanto subversivo este elemento anti-nacional tem impacto na sociedade. Eis o futebol europeu rendido ao capitalismo e ao mercenarismo financeiro. Eu adoro futebol mas não me deixo de chocar com estes números. Menos Manchester City's, mais Bilbaus, pela verdade desportiva, pelo amor à camisola e contra o multiculturalismo, o "exotismo" e o mercenarismo no desporto-rei.


Sem comentários: