terça-feira, 10 de maio de 2016

Quase metade dos europeus gostaria de referendar a permanência na UE

A24: Devagar se vai ao longe. É possível destruir o monstro, que só existe e nos controla porque a social democracia e os partidos que a sustentam e nos atiram para o esgoto civilizacional continuam a reger a Europa. 





No total foram entrevistadas mais de seis mil pessoas de nove países europeus, nomeadamente Bélgica, França, Alemanha, Hungria, Itália, Polónia, Espanha e Suécia.

45% dos inquiridos disseram que gostavam de ser consultados num referendo, à semelhança do britânico que acontece no dia 23 de julho.
Itália e França revelaram maior intenção de votar numa possível saída mas a vontade de sair da União Europeia não superou os 50% em nenhum dos países.

2 comentários:

Afonso de Portugal disse...

«45% dos inquiridos disseram que gostavam de ser consultados num referendo»

Pode ser que com os 3 milhões de "refugiados" que vêm aí este Verão, essa percentagem suba um pouco!...

A-24 disse...

Contamos com isso, caro Afonso, mas dos europeus cobardes é de esperar tudo e nem assim acho que eles abrirão a pestana.