quinta-feira, 2 de junho de 2016

O síndrome das Arábias

A24: Sempre que um "intocável africano", seja do norte ou do sul é relegado, a escapatória é sempre a mais óbvia, a mais básica, a mais vulgar e a mais baixa: Racismo!

Logo a França, que é a par de Portugal a selecção que mais africanos leva ao próximo europeu. Como se isso não bastasse, benzema nem é propriamente africano no sentido mais lato do termo, pois passava bem por europeu do sul, mas isso é outra questão. 
Se fosse com uma Hungria, uma Eslovénia, uma Ucrânia, etc países pouco habituados ao multiculturalismo e ao multicolorismo tudo bem que as declarações até poderiam fazer algum sentido, agora a França, que ganhou um Mundial a jogar com 7 africanos de início? A França que leva 12 africanos numa convocatória de 23? Que pena um excelente jogador não ter um cérebro que acompanhe mínimamente o talento futebolístico.


2 comentários:

Bilder disse...

Pois claro,se fosse um branco françês já teria sido banido do futebol e preso tendo em conta a canalhice em causa(chantagem a um colega da própria selecção). A continuar assim qualquer bandido não europeu começa a livrar-se de todas as culpas,basta usar a palavra mágica "racismo".

A-24 disse...

Sempre foi assim, mas felizmente muitos já acordaram para essa realidade e não estão nem aí para o choradilho deles.