terça-feira, 14 de junho de 2016

Preferem pagar multa a receber refugiados

Via CM


Uma das vilas mais ricas da Europa decidiu que não quer receber refugiados. Num referendo realizado este mês, os habitantes de Oberwil-Lieli, na Suíça, escolheram pagar uma multa de mais de 260 mil euros para evitar a entrada de dezimigrantes. O ‘não’ venceu com 52% dos votos, contra os 48% dos suíços que preferiam receber os refugiados.

Um residente disse ao MailOnline que se tratou de uma decisão "simples", porque os migrantes não são bem-vindos: "Trabalhámos arduamente toda a vida e temos uma vila maravilhosa. Não a queremos estragada."
Outro dos motivos apontados para que o ‘não’ tenha vencido, prende-se com o facto de os habitantes terem medo que algo semelhante aos ataques sexuais em Colónia, na Alemanha, acontecesse na vila.
Andreas Glarner, presidente de Oberwil-Lieli, defende-se das acusações de racismo: "Não nos informaram se os refugiados em questão são da Síria ou de outros países que passam por crises económicas", argumenta. Oberwil-Lieli tem um total de 2200 habitantes, 300 dos quais são milionários.

1 comentário:

Bilder disse...

A insanidade tem em boa parte uma origem clara,a religião do livro(nas suas três versões),eu faço um esforço para ouvir esta gente(ontem apesar de tudo gostei de ouvir o representante do judaísmo a falar sobre o caso da mesquita em Lisboa no contexto de um estado dito laico,já o representante dos católicos diz que as religiões são boas para a sociedade e devem ser ajudadas pois claro,o do islão consegue ser mais cínico do que os outros dois juntos)aqui http://www.rtp.pt/programa/radio/p6125