quinta-feira, 28 de julho de 2016

Alemanha - O Regresso dos Camisas Castanhas

Via Amigo de Israel 

Na Alemanha, como em todo o Mundo, prossegue a jihad, com ataques à facada, à machadada, massacres a tiro e bombistas suicidas - ver post anterior).
Os jornalistas (com a cara mais séria deste mundo!) avançam as mais absurdas explicações: um estava deprimido, o outro endoideceu a ver jogos de computador, o outro foi para imitar o Breivik (desculpa ultra-esfarrapada, pois Breivik é islamista e nazi).
 
Com a importação de milhões muçulmanos, os atónitos europeus têm assistido à proliferação do terrorismo, da jihad sexual e da lei sharia imposta nas ruas - como aqui temos mostrado incessantemente.
Na Alemanha, o próprio poder judicial permitiu que grupos de jihadistas muçulmanos batessem as ruas em busca de quem transgredisse a lei islâmica, que proíbe música, bebidas alcoólicas, mulheres de perna ou cabelo à mostra, etc., etc.. Como em Raqqa ou em Teerão.
Uma pequena busca no YouTube ou no LiveLeak por "sharia patrol", permite encontrar vídeos que ainda não foram censurados.
É o regresso ao Nazismo, quando grupos para-militares de bárbaros do Partido Nacional-Socialista (os camisas castanhas) percorriam as ruas e espancavam quem não concordasse com o seu diabólico programa.
Três vídeos de patrulhas-sharia na Alemanha, dos que ainda não foram retirados:















Como foi que chegámos aqui? Em grande parte pela apatia chique em relação à Política.
Será que ainda temos ânimo para apear esta classe de políticos medíocres (ou maquiavélicos) e resistir à islamização?

1 comentário:

Ricardo Amaral disse...

Entretanto o sr Bergoglio continua a fazer a cabecinha aos jovens http://rr.sapo.pt/noticia/60121/papa_desafia_os_jovens_a_viverem_aventura_da_misericordia?utm_source=cxemdestaque