quinta-feira, 21 de julho de 2016

Blasfémias recentes


Pequeno incidente sem a mínima importância
Os adolescentes são problemáticos. Lá porque um desses, refugiado, entra num comboio com um machado aos gritos de Allahu Akbar, isso não significa que tenha a ver com religião. Podia ter gritado abracadabrante, Isabel Moreira tatua-me ou dá-me o teu pénis rechonchudo. Seja como for, importante é que a família dos feridos seja compreensiva, tolerante e não se meta aí a votar nas Le Pens ou nos Trumps, que isso seria muito errado.

Perceber as motivações
“Perceber as motivações” de criminosos é moderno. Olhe, o senhor passou a ferro mais de uma centena de pessoas com um camião. Quer explicar-me o motivo? Você deitou fogo à floresta que continua a arder, obrigando ao realojamento de populações e causando a morte a três bombeiros. Explique-me o porquê. O senhor recebe malas de dinheiro que diz ser emprestado sem sequer saber quantificar quanto deve. Qual é a razão? Vocês entraram na casa da velha, que incendiaram depois de a violarem à vez. Foram oprimidos por tijolos de direita? Os senhores reuniam-se numa casa onde havia meninos à disposição para enfiarem as pilas. Porquê? É uma resposta ao estigma da infertilidade?

Porém, “perceber as motivações” é importante. Em particular, é importante perceber as motivações dos palermas que querem “perceber as motivações”.

 Batistas da Silva há muitos

Depois dos atentados de Nice esta senhora de seu nome Isabel Romero presidente da Junta Islámica e directora do instituto Halal Romero fez várias declarações a televisões espanholas. A dado momento resolveu citar um relatório da UNESCO que segundo ela classifica o Islão como a mais pacífica das religiões.

De imediato vários jornalistas, activistas, pacifistas… replicaram essa informação: segundo a UNESCO o Islão é a mais pacífica das religiões. (Aliás nem tem parecido outra coisa nos últimos anos. O nosso problema são mesmo os católicos e os budistas!)
Pouco depois lá veio a UNESCO declarar que o estudo não existia. mas enfim a senhora não deve ter mudado de fé. E no próximo atentado lá estaremos no mesmo. Nem sei como seria o islão se fosse uma religião um tudo menos pacífica!

E estes são afro-americanos, americanos sem serem afro, asiáticos, hispânicos ou isso agora já não interessa? 
Homens armados dispararam sobre agentes da polícia num tiroteio em Baton Rouge, a capital do estado norte-americano de Luisiana, por volta das 09h00 (hora local). Três polícias foram atingidos mortalmente no decorrer do tiroteio, avança a CNN, que aconteceu a pouco mais de um quilómetro de distância da sede do departamento policial de Baton Rouge. Outros três agentes ficaram feridos e foram hospitalizados em estado crítico.

Sem comentários: