domingo, 17 de julho de 2016

Coisas Engraçadas Que Dão Que Pensar...


Via Historia Maximus
Existe uma organização nos Estados Unidos que dá pelo nome de Southern Poverty Law Center e que basicamente se dedica a denunciar os "extremistas" e aqueles que a mesma considera como sendo "grupos de ódio". Em abono da verdade, alguns dos grupos e indivíduos denunciados, são realmente extremistas dedicados ao ódio puro e duro e ao crime violento, mas isto constitui a excepção e não a norma. Decidi então por curiosidade consultar a lista das "ideologias perigosas" compilada pela organização em causa e qual não foi a minha "surpresa" ao constatar que por lá se denunciam todos os "ódios" e"extremismos", menos o extremismo judaico e o extremismo islâmico (custa-se mesmo a encontrar alguma coisa sobre estes dois extremismos no website da organização em causa...). Consultem a lista do "ódio" por vós mesmos aqui e poderão ver como não estou a mentir. Quem chegasse agora ao planeta Terra e lesse uma coisa destas sem perceber nada do que por cá se passa, decerto ficaria com a ideia de que os muçulmanos e judeus são uns anjinhos celestiais em comparação com os bárbaros selvagens da Europa (Então pá! Ainda não perceberam que só os brancos e cristãos é que são racistas?!?). 

A capa de uma publicação editada pelo Southern Poverty Law Center. Trump é basicamente equiparado a Hitler e são denunciados todos os "grupos de ódio", menos os judaicos, pois claro...


Só por curiosidade e como não quer a coisa, aproveito para já agora elucidar todos sobre o facto de o Presidente do Southern Poverty Law Center, J. Richard Cohen, ser um judeu... ups, parece que encontrámos um "gatinho" escondido com o rabo de fora...



E o que é que isto tem a ver com Portugal? Tudo! É neste tipo de organizações "anti-racistas" que o politicamente correcto e o Marxismo Cultural são fermentados e posteriormente aplicados à sociedade americana, sendo que este modelo de engenharia social é simultaneamente exportado para a Europa, onde posteriormente serve de doutrina e é aplicado por partidos políticos alinhados com o "sistema" e organizações como o SOS Racismo (basicamente uma organização de supremacistas africanos...). Os tentáculos da alta finança e do lobby sionista são mais do que visíveis nisto tudo. A maioria dos judeus não tem culpa nenhuma disto, pois eles próprios são vítimas de muita propaganda e lavagem cerebral que lhes é administrada desde que nascem. Quanto à elite mundialista, essa também está longe de ser constituída só por judeus (basta ver o Bergoglio...), mas que existe uma forte componente judaica no seio da Superclasse Mundialista, lá isso existe e não há como negá-lo.

1 comentário:

João José Horta Nobre disse...

Obrigado pela divulgação.

;)