terça-feira, 15 de novembro de 2016

A "inteligentsia" revoltada

 Francisco Assis
Tudo isto apela a respostas simplistas e a soluções de liderança aparentemente salvíficas e não raras vezes dotadas de um certo carisma circense. O que tornou a noite de ontem especialmente obscena foi o facto dos americanos se terem despedido desta forma de um dos maiores Presidentes da sua História e da mais importante figura política mundial do início do século XXI.

Sem comentários: