sábado, 26 de novembro de 2016

De um país masoquista

A-24: Segundo esta sondagem de hoje, o PS do Costa, o grande estratega, brilhante em transformar derrotas em vitórias, pode-se dar ao luxo de precipitar uma queda do governo para voltar a eleições e disputá-las com hipóteses reais de vencer e não depender dos metralhas da extrema-esquerda. Se isto é mesmo verdade, Portugal volta a virar as costas para a nova Era política que está a alastrar por toda a Europa e significa, que mais que isso, que em Portugal não existe espaço para novos partidos nem novas ideias. O país de brandos costumes que o foi no tempo de Salazar, continuará a sê-lo.



2 comentários:

Rick disse...

Isso diz muito sobre os partidos/políticos(além da maioria da populaça ser uma cambada de imbecis/alucinados) que temos os quais sendo tão fracos(os da esquerda radical são além de fracos também alucinados) permitem a quem tem "um olho" seja primeiro-ministro.

A-24 disse...

A partidarite é capaz de tudo. Sei que jamais votaria num imbecil destes, capaz de "vender a mãe" só para chegar ao poder. No geral, esta III República não me dá esperança alguma.