quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Do belo do multiculturalismo

Da Síria:



Da Índia:


"Um grande número de indianos ainda usa a via pública como casa de banho. Segundo a Unicef, os indianos depositam nas ruas das aldeias e cidades perto de 65 mil toneladas de fezes todos os dias.
O costume não é motivo para graças. Todos os anos morrem cerca de 188 mil crianças, com menos de cinco anos, vítimas de doenças relacionadas com diarreia, provocada por más condições de higiene. A pobreza é um dos factores, mas persiste o mito de que evacuar no exterior é mais saudável do que numa casa de banho."

De Portugal:


3 comentários:

Bilder disse...

No caso de Lisboa os efeitos nefastos poderão não incluir terrorismo(do puro e duro)mas vão obviamente minar a identidade cultural e social(ainda mais do que já está)mas não ouvimos ninguém colocar essa questão no "espaço público/político" pois não?.

Bilder disse...

E se for preciso ainda nos dizem: "Taz mahal?muda-te".E cuidado que todas as freguesias de Lisboa estão "nas mãos" dos "socialistas" e afins multiculturalistas.

Ricardo Amaral disse...

Aqueles no parlamento que se dizem de direita(se é que ainda há direita) é que deviam colocar essas questões de identidade e cultura nacional(já sabemos que os esquerdistas querem acabar com ela)mas parece que só se importam com os "tachos" e com as questões económicas e afins.