terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Dos últimos atentados terroristas na Europa

A-24: Editorial do Público desta manhã. A esta hora já se sabe que o terrorista é de origem afegã ou paquistanesa, o que é mais ou menos a mesma m*r*a. Eis o presente de Natal da Merkel aos alemães. 

"As autoridades alemãs falam de um provável acto de terrorismo, confirmando que o ataque com um camião num mercado de Natal, em Berlim, foi "intencional". Durante a madrugada, o número de mortos confirmados subiu para 12, o de feridos estabilizou nos 48. Ainda há mais dúvidas do que factos sobre como tudo aconteceu, num crime que tem muitas semelhanças com o que aconteceu em Nice há cinco meses. Aqui no PÚBLICO abrimos um liveblog, para lhe dar conta de todas as pistas que forem aparecendo.

Um homem abriu fogo à frente da embaixada dos EUA em Ancara, sem fazer vítimas, mas levando ao encerramento de todas as representações diplomáticas americanas no país. 

O tiroteio aconteceu poucas horas depois do assassinato do embaixador russo na capital turca, às mãos de um polícia à civil que gritava vingança por Alepo. O acto, que tudo indica ter sido planeado, foi filmado e colocado nas redes sociais. Mas não afastou a Turquia da Rússia: os dois governos selaram o caso como "terrorismo" e lançaram-se numa investigação conjunta. Até agora,foram detidas seis pessoas

Também ontem, mas mais cedo, uma troca de tiros junto a um centro islâmico em Zurique, a capital financeira da Suíça, feriu três pessoas. Também sobre este caso esperamos ter mais novidades para lhe dar durante o dia."

2 comentários:

Bilder disse...

Entretanto já libertaram o paquistanes e dizem que o real culpado anda fugido.Estão bem entregues os alemães não estão?

Bilder disse...

Mais que mobilizar para combater militarmente(afinal para que é a nato?abre as portas da Europa enquanto anda a meter-se lá fora?)é preciso correr com quem desgoverna a Europa e impede a defesa das fronteiras. Mas esperam-se agora mais discursos de lamentação e paradas funebres pelos do costume.