quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Mais duas reacções ao atentado de Berlim

Via Totalitarismo Universalista 
Viktor Orbán: ataque aos "valores cristãos" da Europa
«Quem também já reagiu foi Viktor Orbán, primeiro-ministro húngaro, que escreveu uma carta a Angela Merkel na qual diz que o atentado ao mercado de Natal foi um ataque aos “valores cristãos” da Europa. “Ontem sofreram um duro golpe não só as pessoas de Berlim, mas as de toda a Europa e os nossos valores cristãos comuns”, escreveu o líder do governo da Hungria, cuja política de acolhimento a refugiados é muito restritiva.»

Frauke Petry (líder da AfD): "A Alemanha já não é segura"
«A presidente do partido da direita radical [radical é querer encher a europa de muçulmanos, seus palhaços!]Alternativa para a Alemanha (AfD), Frauke Petry, considera que o país deixou de ser seguro. “A Alemanha já não é segura. É obrigação da chanceler comunicá-lo” aos cidadãos, afirmou Petry num comunicado, no qual denunciou que o contexto que permitiu que este ataque acontecesse “foi importado de forma imprudente no último ano e meio”, numa referência às informações que apontam que o suspeito detido pediu asilo na Alemanha. 

“Não se trata apenas de um ataque à nossa liberdade e à nossa maneira de viver, mas também à nossa tradição cristã”, acrescentou, sublinhando o facto de que o camião avançou sobre as pessoas que visitavam um mercado de Natal. O que aconteceu, acrescentou Petry, “não é nem será um caso isolado e o mercado de Natal não é nenhum objetivo casual”.»


Foi entratanto confirmado que o condutor habitual do camião, um homem polaco, tinha sido abatido a tiro:

«Está confirmado o que já se suspeitava: o passageiro polaco encontrado morto na segunda-feira Lues à noite dentro do camião é o condutor habitual do veículo. Isso mesmo disse em conferência de imprensa o procurador da Justiça alemã, Peter Frank. O dono da empresa de transportes e primo da vítima, assassinada com tiros de uma arma de fogo, também confirmou a identidade do homem.»

2 comentários:

Bilder disse...

Bem vindos ao "novo mundo" universalista,utópico(ou distópico) e pós moderno.Mas continuam a dizer que a Europa deve abrir(ouçam bem)ainda mais as portas em nome de um "humanismo"(já não a economia apenas) que mata sem descriminação. O condutor continua em fuga pelo que parece http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=855320

Rick disse...

E agora oferecem cem mil para conseguirem info sobre o paradeiro do fugitivo http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=855533 seria para rir senão fosse trágico.