sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Aqui não vão nem os comandos nem os jornalistas

Helena Matos 
Um bando armado de paus e sabres tomou conta de um bairro na noite de sábado para domingo. Os seus membros, vinte jovens rapazes, partem o que encontram. Destroem o que está nas ruas. ameaçam abrir de alto a baixo as pessoas que de dentro de casa assistem aterrorizadas àquela cena que virá a ser definida nas horas seguinte como de guerrilha urbana. 
Tudo isto aconteceu em Juvisy nos arredores de Paris, este fim de semana. Notícias? Ora, ora não está na agenda.

3 comentários:

Bilder disse...

E se calhar ainda dizem que é "fake news" se algum jornal ou tv der a noticia sem imagens claras da situação a comprovar(já vimos algo parecido por cá no caso do arrastão em carcavelos).E quando se comprovam os factos logo aparecem os adiantados mentais(que tomaram conta do espaço publicado)a dizer que não se pode generalizar devido a um caso apenas(como se os casos não se multiplicassem pela Europa fora desde algum tempo).

João José Horta Nobre disse...

São "jovens" oprimidos a protestar pacificamente. É apenas isso. Nada mais.

A-24 disse...

Estas situações são reevoltantes, tal como a tal notícia (seria fake?) de um somaliano refugiadista que ia abandonar a Malmo na Suécia por achar aquilo mais violento do que o seu próprio país. A que ponto isto chegou.