domingo, 15 de janeiro de 2017

Mulheres do exército israelita despem-se para o Instagram

A-24: Ora aqui está o último bastião da civilização nas terras mais selvagens do mundo. Em Israel não se brinca e até as mulheres sabem que a defesa do país depende de todos. Um exemplo para o resto do mundo ocidental.


Via Sábado


Em Israel, o serviço militar é obrigatório para ambos os sexos. Aos 18 anos, as recrutas servem durante dois anos. Nas redes sociais, exibem os seus dotes físicos. A página de Instagram Hot Israeli Army Girls reuniu fotografias das recrutas e já alcançou quase 100 mil seguidores




























5 comentários:

Bilder disse...

Não sei se elas estão prontas a ir para a linha da frente...a não ser para distrair o "inimigo".

João José Horta Nobre disse...

Não tenham cuidado com essa malta que não é preciso. Foi esse mesmo País que por intermédio da AIPAC e outras organizações dedicadas a fazer lobby junto de políticos ocidentais, desestabilizou todo o Médio Oriente. As consequências estão à vista:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2017/01/nao-e-onu-mas-sim-os-supremacistas.html

A-24 disse...

Certamente que estão prontas, caro Bilder. Em Israel até as mulheres servem obrigatoriamente, durante 2 anos.

A-24 disse...

Apesar de tudo caro JJHN, Israel ainda é a civilização naquela zona do globo. No dia em que aquele tampão seja "desbloqueado", a Europa estará totalmente a saque.

João José Horta Nobre disse...

«Israel ainda é a civilização naquela zona do globo. No dia em que aquele tampão seja "desbloqueado", a Europa estará totalmente a saque.»

Mas qual "tampão"???

Israel é mas é uma dor de cabeça permanente, isso é que Israel é!

O Estado de Israel não é "tampão" a coisíssima nenhuma. Antes pelo contrário, é precisamente o Estado de Israel e seus patrocinadores da AIPAC que têm provocado directa e indirectamente a maior parte da porcaria que se passa no Médio Oriente:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/09/alguem-me-explique-o-que-e-que-os.html