sábado, 25 de março de 2017

Primeira casa impressa na Rússia

Aberto até de madrugada 
Na Rússia já se imprimiu a primeira casa directamente no local de construção, sinalizando apenas um primeiro passo de algo que se deverá tornar bastante mais comum no futuro.



A impressão 3D vai transformar o mundo da construção, até quando falamos das coisas em grande escala como é o caso da impressão de casas completas. Embora esta primeira casa impressa em 3D possa ser considerada uma casa modesta, com reduzidos 38m2 de área, o que importa é o facto de demonstrar a viabilidade deste sistema de fabrico, que permite construir casas com paredes com qualquer forma, e que seguem precisamente as linhas concebidas pelo engenheiro ou arquitecto, sem espaço para erros humanos.



O único "cuidado" que foi preciso ter tinha a ver com as temperaturas de operação. Embora a impressora possa funcionar em ambientes até -35°C, a mistura de betão que estava a ser usada como "tinta" só podia ser impressa a temperaturas superiores a 5°C. Situação que foi resolvida com a instalação de uma tenda climatizada que permitiu fazer a impressão mesmo durante o frio Inverno russo. A impressão em si demorou apenas 24h, pelo que também obriga a repensar toda a noção de que a construção de uma casa é uma coisa demorada.


Neste caso, o resultado total foi coisa para custar cerca de 10 mil dólares, mas fico à espera de ver exemplos de casas impressas em 3D com maior área e características mais "artísticas".

Sem comentários: