domingo, 12 de março de 2017

"Quem Merecia Ter Levado Com o Machado nos Cornos Era a Merkel"

«Sabe-se agora que o autor do ataque de ontem na principal estação de Düsseldorf, na Alemanha, é um cidadão do Kosovo com problemas mentais. Feriu nove pessoas com um machado.» - RTP

Infelizmente, voltou a acontecer o pior e os responsáveis por mais este acto de barbárie, são os suspeitos do costume, importados em massa para dentro da Europa ao longo das últimas décadas e agora a iniciar um reinado de terror que daqui em diante se irá apenas agravar. A singularidade islâmica é inevitável em todo este processo.Os media e a polícia mentirosa ao serviço do "sistema", entretanto, continuam a mentir ao povo com todos os dentes que têm na boca e insistem que este último ataque não foi um "acto terrorista". Mas esta gente julga que somos todos parvos? É isso?! Acham mesmo que eu acredito que um cidadão do Kosovo - País onde 96% da população é muçulmana - começa a atacar pessoas com um machado em plena via pública e que tal nada tem a ver com o facto ser muçulmano?!! A polícia alemã, que certamente mente a mando da criminosa Merkel, acaso pensa mesmo que alguém vai acreditar que isto não foi um acto terrorista??? Vão gozar com outro...
Estranha Europa esta que, de repente, desde que entraram uns certos "refugiados" pelas suas fronteiras adentro, começou subitamente a sofrer ataques rotineiros levados a cabo por "doentes mentais" que sabe-se lá porquê, gostam de atacar pessoas à machadada!
Verdade seja dita, quem merecia ter levado com o machado nos cornos era a Merkel. Ela, mais a putada toda da esquerda que anda por aí com as tretas do "Refugees Welcome", entre outras balelelas para enganar totós e alucinadinhos.
A elite reinante está-se nas tintas para o povo. Enquanto eles vivem rodeados de seguranças e em condomínios privados fortemente protegidos e defendidos. Nós, o povo miúdo, é que levamos com a violência alógena em cima nas nossas próprias ruas. Nós é que arcamos com o grosso do sofrimento e somos nós próprios, qualquer um de nós, que está sujeito 24/7 a ser assassinado ou a ficar permanentemente mutilado, por culpa das políticas de imigração de "fronteiras abertas", que estão a ser praticadas pela canalha sem vergonha que está aos comandos da Europa.
E não, eu não sou contra imigrantes, até porque eu próprio sou oriundo de uma família que tem descendentes espalhados por três continentes diferentes. Tenho primos australianos, primos argentinos (o meu bisavô paterno até ficou sepultado em Buenos Aires...), primos estado-unidenses e em cima de tudo isto, ainda sou irmão de um marine americano. Portanto, lamento muito ter de desapontar os "bem pensantes" da treta, mas comigo o argumento do "és um xenófobo" simplesmente não cola. O que eu defendo desde há muito é uma política de imigração altamente selectiva e com base na origem cultural e étnica dos imigrantes. E sim, é preciso discriminar. Nomeadamente, é preciso reconhecer a realidade e a realidade é que já se tornou mais do que óbvio que existe uma propensão cultural e genética para a violência por parte de muitas gentes que são oriundas de África e do Médio Oriente. A solução para isto, essa é bastante lógica e passa por simplesmente proibir toda a imigração oriunda de países islâmicos e africanos para a Europa. Ponto final. Problema resolvido.
Eu nunca vi um russo ou um ucraniano a entrar num teatro e a massacrar gente como aconteceu há não muito tempo no Bataclan em Paris. Também nunca vi imigrantes brasileiros nas ruas com cartazes a apelarem à morte dos "infiéis" ou a defenderem que se deva atirar ácido para a cara de miúdas a caminho da escola. E todos sabemos também que a maioria dos bairros problemáticos em Portugal, por norma, têm sempre uma preponderância de moradores que pertencem a duas raças que nem preciso de mencionar, pois todos sabemos do que estou a falar...
A elites que estão instaladas no poder, é melhor começarem a meter seriamente na cabeça que os povos europeus estão a ficar definitivamente cansados desta "brincadeira" multicultural e que isto vai ter de mudar, dê por onde der e nem que a vaca tussa. Os limites do tolerável já foram ultrapassados há muito.
João José Horta Nobre
11 de Março de 2017

4 comentários:

Bilder disse...

E entretanto o "socialismo" global desenvolve-se ainda mais http://www.cmjornal.pt/politica/detalhe/antonio-costa-eleito-em-berlim-para-a-direcao-politica-da-alianca-progressista?ref=HP_Outros

Bilder disse...

E atenção que hoje o "prós e contras" vai dar mais um contributo para resolver os grandes problemas da sociedade ocidental,qual o tema? Legalização da prostituição.Lol

Bilder disse...

E para fechar por agora(podia continuar com outras do Portugal em 2017)lembro que o alucinado presidente de todos os alucinados ontem deu o seu contributo para resolver os problemas da sociedade tuga e ocidental.Como? foi na procissão da "senhora" da Graça.Lol

João José Horta Nobre disse...

Fico grato pela divulgação.

;)