terça-feira, 18 de abril de 2017

Quanto Pior, Melhor - A Vitória de Erdogan é o Resultado Que Interessa aos Nacionalistas

Via História Maximus 
«Turquia: "Sim" a reforço de poderes do presidente vence referendo»


Erdogan venceu. Pessoalmente, é o resultado que eu desejava e é o resultado que eu acredito que mais vai beneficiar os nacionalistas europeus. Porquê? Porque Erdogan é exactamente o tipo de vizinho agressivo e maligno de que a Europa precisa para ver se sai da sua letargia. Um pouco de terapia de choque nunca fez mal a ninguém e no caso da Europa Ocidental, é exactamente de um "choque" como Erodgan que nós precisamos.

As fracas e incapazes "democracias" à lá Rothschild que dominam hoje a Europa, demográficamente envelhecidas e militarmente insignificantes, não têm qualquer capacidade para aguentar com as investidas de um Estadista do calibre de Erdogan, que tem neste momento nas suas mãos o controlo da quinta-coluna turca que está já bem instalada dentro Europa Ocidental. Quanto pior, melhor. Os nacionalistas da Europa se querem realmente ter alguma hipótese de vencer, têm de apoiar o inimigo do seu inimigo e Erdogan, certamente que é o inimigo do nosso inimigo.

Tanto quanto me é dado a saber, Erdogan, tal como eu, despreza totalmente a União Europeia e tem ódio à cambada de políticos efeminados que tomaram conta da Europa. Eu compreendo Erdogan. Compreendo o seu desprezo e escuto com a maior alegria todas as suas ameaças. É que realmente é impossível ter qualquer espécie de respeito ou consideração pelo bando de tarados que senta o cu no Parlamento Europeu. A Europa Ocidental foi tomada pela classe política mais incompetente, inferior e ridícula que alguma vez se viu. Nem no auge da decadência do Império Roamno se viu tamanha pouca vergonha como a que se vê hoje neste Anti-Europa.

Por isso meus caros, não há nada melhor do que um Sultão Otomano bem agressivo à nossa porta, para provocar ou pelo menos acelerar o rápido colapso das "democracias" da União Europeia e em última análise, da própria União Europeia. A destruição da União Europeia deve ser o nosso objectivo prioritário, isto porque a mesma é a "pedra angular" que sustenta e financia a Terceira República Portuguesa. A única forma de acabar com o actual regime em Portugal, é portanto acabando primeiro com o projecto internacionalista (União Europeia) que o sustenta. Por isso e como eu escrevi ainda recentmente, Erdogan pode ser o nosso inimigo, mas é de longe o nosso melhor inimigo e acima de tudo, é o inimigo do nosso inimigo e isto para mim é que é o essencial.

João José Horta Nobre
16 Abril de 2017

Sem comentários: